A história do terminal (Bónus – Windows Command Prompt)

Em posts anteriores expliquei como manter o histórico de sessões por linha de comandos no Putty e no SecureCRT. Infelizmente ignorei um velho e resistente guerreiro… tão velho e guerreiro que lutei muito para saber que nome dar. Mas o nome oficial é mesmo o Windows Command Prompt (a.k.a. CLI, linha de comandos do Windows, Windows cmd…)

O Windows Command Prompt ainda é muito utilizado para sessões telnet e até mesmo SSH com programas como o OpenSSH for Windows.

Tal como o Putty e SecureCRT, é possível alterar o buffer do programa e revisitar o passado. No entanto, ao contrário do Putty e SecureCRT não é possível redireccionar o output para texto a menos que o programa a correr assim o faça.

Screen Buffer Size

Acesso às propriedades é simples. Click direito no canto superior esquerdo seguido de Properties. Estas opções servem somente para a janela aberta actualmente. As instâncias futuras do Command Prompt reabrirão com as opções inalteradas.

cmd_properties

O tamanho do buffer é configurado na aba Layout em Screen Buffer Size – Height.

cmd_screenbuffersize

Nada mais! Basta alterar e clicar em “OK”

Se clicar no canto superior direito e ao invés de Properties clicar em Defaults, terá exactamente as mesma opções, só que a alteração será para todas as instâncias futuras e não para a actual.

Logging para um ficheiro

Infelizmente, o Windows Command Prompt não tem opções para guardar o output para um ficheiro. Mas se o programa que utiliza é o telnet, então o seu problema está resolvido.

C:\WINDOWS\system32>telnet /?

telnet [-a][-e escape char][-f log file][-l user][-t term][host [port]]
-a Attempt automatic logon. Same as -l option except uses
the currently logged on user's name.
-e Escape character to enter telnet client prompt.
-f File name for client side logging
-l Specifies the user name to log in with on the remote system.
Requires that the remote system support the TELNET ENVIRON option.
-t Specifies terminal type.
Supported term types are vt100, vt52, ansi and vtnt only.
host Specifies the hostname or IP address of the remote computer
to connect to.
port Specifies a port number or service name.

A opção “-f” resolve o problema. Um exemplo abaixo:

C:\WINDOWS\system32>telnet -f tiscali.log route-server.ip.tiscali.net

O ficheiro é criado e todo output da sessão é redireccionado para o ficheiro tiscali.log.

C:\WINDOWS\system32>dir tisc*
...
25-10-2016 14:26 1.162 tiscali.log
1 File(s) 1.162 bytes
0 Dir(s) 25.694.674.944 bytes free

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.