GNS3 VM

No último mês falei com 3 pessoas diferentes que tocaram numa novidade no GNS3: A GNS3 VM. E se instalou versões mais recentes do GNS3, com certeza já se deparou com a janela:

GNS3VM Wizard

GNS3 VM (Virtual Machine – Máquina Virtual) é uma máquina virtual que corre o GNS3 e conecta-se com o cliente GNS3 instalado no nosso PC. É uma funcionalidade integrada no GNS3 a partir da v1.4 mas a VM não é propriamente algo novo. Várias pessoas preparavam as suas próprias VM para o GNS3 e há muito estão disponíveis projectos como GNS3 Workbench funcionando sobre um conceito semelhante.

Porquê?

Eu vou seguir Simon Sinek (Start with why) e começar com as razões da utilização de uma VM.

Ao longo do tempo o GNS3 foi desenvolvido para vários sistemas operativos, tendo cada um os seus desafios. Windows, Linux, Mac são diferentes e o computador de cada utilizador é também diferente mesmo que correndo o mesmo sistema operativo. E se fosse possível desenvolver o GNS3 e correr em um sistema fiável, determinístico e em que temos certeza que todas as dependências estão instaladas e configuradas como deve ser? Sempre?

Este é o problema que a GNS3 VM vem resolver. Correndo o servidor GNS3, hypervisors Dynamips e Qemu (que não gosta de Windows) em um sistema isolado, eliminam-se as variáveis possíveis dos vários sistemas operativos reduzindo o impacto do software instalado no host e simultaneamente reduz as perturbações do GNS3 no host (como momentos de alta utilização de CPU). Acredito que a GNS3 VM também facilita o crescimento futuro da aplicação para suportar os desenvolvimentos a nível das aplicações open source para linux como é o caso de docker containers agora suportados no GNS3 1.5.

Os utilizadores do GNS3 passaram a usá-lo cada vês mais como um software de simulação de redes no geral e não só um emulador de hardware Cisco IOS. Acontece que, estas funcionalidades, incluindo correr VM’s sobre Qemu ligadas pelo GNS3 são instáveis e algo imprevisíveis principalmente no Windows.

E como funciona?

Se viu o post GNS3 e as portas console teve uma dica de como funciona o GNS3/dynamips. O que acontece quando corremos GNS3 no nosso PC é que simplesmente corremos um serviço de rede local ao qual o próprio computador se liga e é através desta conexão ao servidor GNS3 que são passados instruções para a simulação.

Mas se o GNS3/dynamips permite ligações de rede então é possível que receba ligações de clientes externos. Isto sempre foi possível com a funcionalidade “Remote Servers”. A funcionalidade GNS3 VM simplesmente torna isto mais fácil, elimina a complexidade de se instalar a VM, configurá-la do ponto de vista de rede e integrá-la com o GNS3 como uma máquina remota. Com a GNS3 VM, O GNS3 faz uma “ligação” ao virtualbox ou vmware, escolhemos a VM correcta e o GNS3 trata do resto: inicia a máquina, configura a rede e faz as ligações apropriadas.

GNS3 VM. Conceito

GNS3 IOU VM

Também existia para o GNS3 uma VM chamada GNS3 IOU VM que facilitava correr e utilizar imagens IOU com o GNS3. Com a chegada da integração da GNS3 VM é recomendado que não mais se utilize esta VM e se corra as imagens IOU/IOL dentro da GNS3 VM. As novas versões vêm inclusive com um conversor de GNS3 IOU VM.

GNS3 VM é para si?

Se se estiver a preparar para uma certificação a nível CCNP e quer fazer experiências somente com routers Cisco IOS então não precisa de se preocupar. O GNS3 correndo no host é suficiente.

Como instalar?

Ainda não decidi se vou escrever sobre a instalação do GNS3 com a GNS3 VM ou não, mas a documentação em gns3.com é bem clara. A recomendação é a utilização de VMWare (Fusion/Workstation) ao invés de VirtualBox. O VMWare permite ao Qemu tomar partido da aceleração KVM no Linux e consequentemente melhor performance.

Certifique-se sempre que a versão do GNS3 no host é a mesma que a GNS3VM.

Boa sorte !!!

 

6 Comments GNS3 VM

  1. Pingback: Cisco NX-OS. Mãos na massa | Ignorante e Indeciso

  2. Pingback: GNS3 v2.0 lançado | Ignorante e Indeciso

  3. Fernando Müller Jr.

    Muito boa sua explicação a respeito, esclareceu os motivos/vantagens do uso do GNS3 VM, que não consegui pegar nos demais sites afora.

    Reply
      1. Fernando Müller Junior

        Mario, não sei qual seria estão versão V2 que você se refere, na verdade eu utilizava o Packet Tracer e esporadicamente o GNS3 na versão 1.3.3.
        Nesta semana baixei a nova versão do GNS3 a e a VM para utilização no VMWARE, que aparenta ser mais avançado que o VIRTUALBOX que eu utilizava.
        Nesta semana fiquei ajustando o ambiente e configurando IOS, IOU, etc.
        Durante esta semana irei efetuar alguns laboratórios e aprender mais a respeito do GNS3 e demais funcionalidades.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *