Network Collective #6 – Se eu soubesse…

Recentemente comecei a acompanhar um podcast chamado Network Collective que vai agora no 6º episódio. Claro que hoje em dia há muitos mas este em particular achei interessante por tocar em alguns pontos com os quais concordo.

O tema deste 6º episódio foi What I Wish I Had Known (“Se eu soubesse…” – boa tradução né?) e a conversa gira em torno do que os convidados, com vários anos de experiência, sabem agora mas que gostariam de saber no princípio das suas carreiras. Continue reading

GNS3 v2.0 lançado

A versão 2.0 do conhecido e amado GNS3 foi lançada hoje. Depois de vários meses de testes e versões beta já está disponível para download.

O GNS3 v2 possui uma nova arquitectura (a introdução de um controlador com toda a “inteligência”) com foco em programabilidade, simulações distribuídas e multi-utilizador. A simulação em dynamips local deixou de existir (Windows) e as simulações correm por completo na GNS3 VM. Continue reading

Putty: Migração de configurações

Poucas coisas há neste mundo mais terríveis do que mudar de computador. Ao longo dos meus anitos de vida, fui aperfeiçoando esta “arte” no Windows e felizmente hoje tenho programas que mantêm as configurações desde há 5 PC’s atrás sem ter de as fazer de raíz.

No entanto, o Putty, o nosso preferido para acesso remoto por linha de comandos, é um programa cuja migração nunca consegui dominar. A mudança de PC implicou sempre a reconfigurações das sessões gravadas no novo PC… até hoje!! hahahhahha! Continue reading

BGP Large Communities: RFC 8092

Bom… parece que andei a dormir um bocadinho. O draft BGP Large communities sobre o qual há bem pouco tempo escrevi aqui já chegou ao estágio final há 1 mês. O RFC 8092 foi publicado em meados de Fevereiro/2017.

Olhando para as diferenças entre o draft 06 (publicado em Outubro/2016) e o RFC 8092 pouco mudou além de pequenos acertos de linguagem e a remoção da secção “Reserved Large BGP Community values”.

Já pode brincar nos seus routers Cisco? Não! Os “grandes” como Cisco, Juniper ainda não implementaram. Mas pode se manter actualizado na página de implementações. Os IXP (Internet Exchange Point) que frequentemente usam servidores correndo software opensource já podem fazer upgrade do código e começar a definir as suas políticas e communities. Este draft é um bom começo.

Para perceber melhor dê uma olhada no post de 2016: Large BGP Communities (Internet Draft)

Data Center CCNA e CCNP: Refrescamento e Novos Exames

A Cisco anunciou na semana passada o “refrescamento” certificações CCNA Data Center e CCNP Data Center. As novas versões, trazem algumas mudanças de forma a alinhar o conteúdo com aquilo que é relevante hoje. Estando a estudar para o CCNA DC, gostei das mudanças… mas vou seguir com os estudos pois tenho até 11 de Abril de 2017 para fazer qualquer dos exames com o conteúdo antigo. Continue reading

O fim do Cisco IOS “clássico”

Se está nesta vida de IT e networking desde os últimos 5 anos, com certeza conhece a 1ª família dos routers Cisco ISR (Integrated Service Routers), os famosos 1800, 2800 e 3800. E se assim for com certeza acompanhou a transição para os ISR G2 (1900, 2900 e 3900) e sentiu a frustração do novo modelo de licenciamento.

Pois bem, no mês passado, o fim dos ISR G2 também foi anunciado e a plataforma recomendada para substituição nesta gama são os 4000 ISR.

O router 7600, velha guarda da Cisco também teve o seu anúncio End-of-Sale e o produto de substituição é o ASR 9000.

O que isto tem a ver com o título?

Continue reading

Large BGP Communities (Internet Draft)

Na semana passada estava perdido a passear “pela internet” e dei de caras com um draft IETF interessante. Este draft é do grupo Inter Domain Routing Working Group (IDR WG) e tem o nome de Large BGP Communities, actualmente na 6ª versão.

O que são?

Provavelmente já ouviu falar de BGP communities. Este atributo BGP definido no RFC 1997 é dos mais utilizados para ajudar empresas e ISPs a aplicar políticas de roteamento a um grupo de prefixos partilhando alguma propriedade em comum.

BGP communities são valores de 4 Bytes (32 bits) representados em grupos de 2 Bytes como A:B. O valor A é a representação hexadecimal dos primeiros 2 Bytes e o valor B a representação decimal dos outros 2 Bytes. É prática comum utilizar os primeiros 2 Bytes como o ASN (Autonomous System Number) e os 2 últimos para passar informação para os routers upstream (por exemplo, o valor de Local Preference a ser atribuído às rotas).

Mas há um problema com estas communities. O RFC1997 está em uso desde 1996 e desde então muita coisa mudou. Uma destas mudanças é o RFC6793 que define a capacidade dos routers utilizarem ASN de 4 Bytes (32 bits) ao invés do valor mais pequeno de 2 Bytes (16 bits). Continue reading